O que diz a ciência sobre as emoções negativas




No campo de pesquisa e estudo da neurociência as emoções negativas não têm a conotação de emoções más, desqualificadas ou maléficas. Emoções são apenas emoções, nada mais. São naturais e inevitáveis no ser humano.


A causa preocupante é quando essas emoções negativas passam a assumir o controle da sua vida deixando/a numa situação de grande debilidade e doença.


A análise contabilista das emoções negativas, aquelas que geram desconforto e mal-estar chama-se Quociente de Positividade! O que até parece um contacenso, mas não o é.


O quociente de positividade é a possibilidade que se abre para a mentalidade do otimismo. Em vez de se conotarem as emoções negativas como más, como falhas ou como erros, vamos aceitar que elas existem, são intrínsecas ao ser humano, que vive constantemente, pelo menos três emoções negativas, que estão tão enraizadas que nem as distingue, essas emoções são : A raiva, o apego e a ignorância.


A raiva está associada ao facto das coisas não acontecerem da forma que desejaria. O apego está associado ao pensamento da raiva e a ignorância é porque não sabe explicar porquê.


A proporção que faz rodar a chave do otimismo é na proporção de 3 para 1, ou seja, para 1 emoção negativa, precisa de turbinar 3 emoções positivas.


Continue para saber mais escutando o Podcast: https://share.transistor.fm/s/07d2a9f1

16 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo