Desenvolvimento e Florescimento Humano

Atualizado: 15 de jul.



Florescer para viver a felicidade autêntica


Durante o século XX assistimos a uma grande preocupação e foco no sofrimento e nas causas das doenças mentais deixando de lado os potenciais positivos que também existem em todas as pessoas. Esta mentalidade levou a que o mundo criasse inúmeras distrações para aliviar a dor e o sofrimento, buscando no exterior os “anestesiantes” para o sofrimento, dando uma sensação de felicidade momentânea, e quando esta acaba volta novamente o sofrimento.


Ao refletirmos sobre este assunto verificamos muito facilmente que as pessoas não são mais felizes porque têm mais recursos materiais. As preocupações serão sempre preocupações e causarão sempre sofrimento. Por outro lado, cultivar a paz mental, a compassividade, a confiança e a fé aumenta esses potenciais positivos que existem dentro de todos os seres humanos.


Existem males-estares que estão enraizados há décadas e que hoje, ao falarmos de desenvolvimento e florescimento humano para uma vida autenticamente mais feliz parece uma utopia e até se sente uma certa resistência mediante esta proposta.


Vivemos num mundo cada vez mais perigoso e fora do nosso controle, neste momento, o sofrimento maior das populações é não acreditar no futuro pela incerteza e pela precariedade das circunstâncias globais. No entanto, a ciência nunca deixou de pesquisar e hoje a abordagem é totalmente diferente, com metodologias terapêuticas holísticas que incluem e apostam em desenvolver e colocar em prática os potenciais positivos que existem em todos os seres humanos.


A grande proposta está num caminho acessível a todas as pessoas que querem genuinamente aumentar os níveis de felicidade e baixar os níveis de sofrimento. Ambas as circunstâncias fazem parte da vida, o segredo está em como encontrar esse equilíbrio. Podemos começar pela simples reflexão de que precisamos de criar algumas condições para alcançar esse objetivo:


1º - Conhecer as suas forças de carácter também conhecidas por forças pessoais (elevadas, médias e baixas) e saber como usá-las para criar as outras condições que conduzem ao caminho da felicidade autêntica, que são:


2º - Criar um caminho de bem-estar emocional através de uma vida mais prazerosa, aumentando os níveis de produção e de duração das emoções positivas ao mesmo tempo que se baixam os níveis de emoções negativas. As dez emoções mais positivas descobertas pela Dra. Barbara Fredrickson são: Amor, serenidade, alegria, gratidão, orgulho, diversão, interesse, esperança, admiração, inspiração. A equação para começar a criar uma vida mais prazerosa é produzir três emoções positivas por cada emoção negativa sentida. Sendo que já sabemos que o cérebro é um músculo e que podemos usar a sua neuroplasticidade, obviamente que o resultado desta equação dará certo e fará florescer emocionalmente.


3º - Criar um caminho de bem-estar mental dedicando ou organizando a sua vida para se dedicar a alguma atividade que lhe proporcione tanto prazer que nem dá pelas horas passarem. Este é o maravilhoso estado de flow, em que parece que o tempo para no momento em que desenvolve uma atividade onde toda a sua atenção, habilidade, diversão e prazer estão concentrados no objetivo.


4º - Criar um caminho de bem-estar espiritual, não sendo obrigatório praticar alguma religião. Ficar atento á sua comunidade, às necessidades dos outros, ajudar numa instituição, fazer voluntariado, criar alguma coisa que possa ser útil á vida de outras pessoas e praticar meditação, tudo isto pode dar um novo e mais positivo sentido e propósito á sua vida.


Colocar tudo isto em prática só depende do ânimo que colocar na sua mente. Tudo são pensamentos que se transformam em emoções e por fim em ações. A escolha e o processo são simples e fáceis de colocar em prática.


Este pode ser o seu passo mais importante até hoje: Fazer a vida valer a pena sendo autenticamente feliz!



Pode ler este artigo nas páginas 18 e 19 da Revista Progredir na edição de Julho em:

https://issuu.com/progredir/docs/revista_progredir_126



Pode ler outros artigos publicados na Revista Progredir em: http://www.revistaprogredir.com/ana-paula-ivo.html

12 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo